John Hanke, CEO da Niantic – empresa por trás de Pokémon Go – afirmou que a realidade virtual pode acabar se tornado um problema para a sociedade num futuro próximo. Isso por que, segundo ele, os equipamentos de VR são capazes de oferecer experiências tão agradáveis a ponto de fazer com que muitas pessoas acabem dedicando muito tempo à eles.

John Hanke, CEO da Niantic, afirma que realidade virtual pode acabar se tornando um problema. John Hanke, CEO da Niantic, afirma que realidade virtual pode acabar se tornando um problema. pokemon vr

A declaração foi feita durante um festival de games em Londres e reportada pelo pessoal da GamesIndustry. Outro detalhe interessante é que segundo o CEO da Niantic, o mesmo não se aplica a jogos como Pokémon Go, já que ele não se encaixa na modalidade de “realidade virtual”, mas sim na de “realidade aumentada”.

O temor de Hanke até que tem algum fundamento, já que coisa parecida aconteceu quando os smartphones chegaram ao mercado. Teve gente inclusive que vendeu um rim – literalmente – para comprar um iPad na época do lançamento, então imagine o que algumas pessoas serão capazes de fazer quando a realidade virtual for de fato acessível e oferecer experiências memoráveis.

Também podemos citar o exemplo de sociedade distópica citada por Ernest Cline no livro “Jogador Número 1”, onde o protagonista vive em um mundo decadente que tem como principal cano de escape, a interação social através de um grande jogo online. Claro que ninguém aqui está dizendo que isso vai virar realidade de fato, mas não dá pra duvidar, não é mesmo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *